Cirurgia Digestiva e Colorretal

Especialidades

Cirurgia colorretal

Nas últimas décadas a cirurgia colorretal foi uma das que mais se desenvolveu. Inúmeras técnicas foram introduzidas, possibilitando tratamentos cada vez mais eficazes de diversas doenças do cólon e reto.

Grampeadores permitiram tratamento mais adequados e com menos complicações de câncer colorretal, e vêm sendo melhorados. A cirurgia laparoscópica fez com que grandes cirurgias com trauma importante com muitos dias de internação pós-operatória fossem reduzidos a até 2 ou 3 dias, e os resultados mostraram menos complicações (menor morbidade e mortalidade) com o mesmo resultado oncológico. O surgimento da laparoscopia fez com que fossem desenvolvidas novos materiais e equipamentos para cirurgia, especialmente para corte e coagulaçãoMais recentemente as cirurgias robóticas trouxeram um pouco mais de conforto nas cirurgias para câncer de reto, com trauma cirúrgico ainda mais diminuído. E cada vez menos usamos vagas de UTI no pós-operatório.

Todas essas e outras inovações acabaram fazendo com que fosse necessário que nos tornássemos cada vez mais especialistas, e hoje se sabe que cirurgias colorretais realizadas por especialistas têm resultados expressivamente melhores. Tanto do ponto de vista de complicações quanto de retorno mais breve a trabalho e de resultados oncológicos a médio e longo prazo.

Abaixo estão as diretrizes usadas em boa parte do mundo para referência em tratamento de câncer colorretal, escritas por um time de especialistas do NCCN (National Comprehensive Cancer Network):

Para pacientes:

Para m├ędicos:

  • Câncer de cólon: Guidelines completas / Quick Guide
  • Câncer de reto: Guidelines completas
  • A NCCN também publica diretrizes de detecção, prevenção e diminuição de risco: Câncer colorretal esporádico: / Câncer colorretal de origem genética: